Duelos em São Bernardo do Campo (SP) definem campeã da Liga Nacional Feminina
14/12/2016 - 13h39 em Esportes Olímpicos

 

 

De sexta-feira (16) a domingo (18) as quatro equipes semifinalistas brigam pelo título da competição

 

Chegou a hora das quatro equipes classificadas entrarem em quadra em busca do título da Liga Nacional Feminina de Handebol. Abluhand/FURB/FMD Blumenau (SC), Pinheiros (SP), São Bernardo/Metodista (SP) e UnC/Concórdia (SC) disputam as semifinais do campeonato nesta sexta-feira (16) e sábado (17), e as vencedoras garantem vaga para a grande final no domingo (18). Todos os jogos terão como palco o ginásio poliesportivo Adib Moysés Dib, em São Bernardo do Campo (SP), e serão transmitidos pelos canais SporTV, Bandsports e Band (conforme programação abaixo). A entrada para o público é gratuita, sem haver necessidade de troca de ingressos antecipadamente.

 

Os duelos mesclam paulistas e catarinenses. UnC/Concórdia (SC) e Pinheiros (SP) jogam na sexta-feira (16), às 19h30, e no sábado (17), às 11h. Já o São Bernardo/Metodista (SP), líder absoluto na fase classificatória, e Abluhand/FURB/FMD Blumenau (SC) se encaram na sexta-feira (16), às 21h30, e no sábado (17), às 13h. A decisão do título será no domingo (18), às 13h, e antes disso, às 9h30, haverá a decisão do bronze. 

 

O técnico Eduardo Carlone, da Metodista (SP), aposta em dois grandes duelos contra Blumenau (SC). Mesmo tendo uma certa vantagem na decisão, ele afirma que a equipe precisar estar atenta. "Fizemos uma boa campanha, que nos dá a possibilidade de jogar por dois empates. Em um confronto equilibrado, como sempre é entre Blumenau e nós, é uma boa vantagem. Tenho certeza que será muito disputado, apesar de termos vencido os dois jogos da fase classificatória contra eles", lembrou o treinador. 

 

Invicta até aqui, a Metodista (SP), que é nove vezes campeã da Liga Feminina, teve um tempo para respirar e se preparar para a final após uma temporada cheia. "Nossa preparação foi boa. Tivemos um bom tempo para trabalhar desde o final das quartas, sendo que vínhamos em uma maratona de jogos, principalmente com a nossa ida para o Chile para disputar o Pan-Americano", acrescentou Carlone. 

 

 

A tática de Blumenau (SC) é tentar descobrir pequenas falhas das paulistas para levar vantagem, o que será um trabalho árduo e de muita concentração. "Logo depois que passamos pelo Português/AESO (PE) nas quartas de final, tivemos dois dias para comemorar por estarmos pela décima vez entre as quatro melhores equipes do Brasil e, a partir do terceiro dia, começamos a focar nas semifinais. Enfrentamos duas vezes a Metodista nessa Liga. É uma equipe que tem meninas experientes, com currículo muito bom, olímpico e mundial. Os dois jogos que fizemos com elas foram bons por 40 minutos e durante os outros 20 deixamos o placar escapar. A equipe está bem consciente de que se quiser ganhar não vai poder jogar só 40 minutos, e é isso que estamos treinando, com foco, atenção para tentar tirar os pontos fortes da Metodista e minimizá-los. Estamos tentando ver no que elas erraram e no que podemos aproveitar para reverter o placar que não foi favorável para nós na fase de grupos", revelou o técnico Sérgio Graciano. 

 

O confronto entre Concórdia (SC) e Pinheiros (SP) também deve ser marcado pelo equilíbrio, assim como as partidas da fase classificatória entre os dois, quando foi uma vitória para cada lado. As equipes foram, respectivamente, segunda e terceira colocadas na fase classificatória da Conferência Sul/Sudeste/Centro e passaram bem pelas quartas de final. "Esse é um momento de muita ansiedade. Começamos a trabalhar em fevereiro para isso. Nos preparamos durante 11 meses para chegar às finais do maior evento brasileiro, que é a Liga Nacional. Há um empenho bastante grande por parte da comissão técnica e das atletas para que possamos chegar pelo quinto ano consecutiva às finais. Para isso, vamos ter que ter um rendimento ainda maior do que tivemos na fase classificatória", pontuou o técnico de Concórdia (SC), Alexandre Schneider. 

 

O técnico conta que a equipe não vê a hora de disputar as semifinais. "Ficamos 30 dias sem competição e, com isso, se perde um pouco o ritmo, mas ganhamos na recuperação de atletas, no trabalho físico, no aspecto tático daquilo que podemos enfrentar com o Pinheiros. Creio que estamos bem preparados e respeitando o adversário. Acredito que o grupo está focado. As atletas têm se dedicado aos treinamentos e a expectativa delas é muito grande para colocarmos em prática aquilo que estamos treinando e conquistar essa vaga novamente", completou o treinador, revelando que a equipe fará uma homenagem à Chapecoense vestindo a camisa do time. Chapecó (SC) fica a menos de 100 quilômetros de Concórdia (SC). 

 

Para o Pinheiros (SP), a missão será parar a forte equipe de Concórdia (SC) com toda a experiência que possui em decisões da Liga Nacional, segundo o técnico Alex Aprile. "Nossa preparação foi muito boa. Porém, temos convicção que será muito difícil quebrar a hegemonia de Concórdia em finais da Liga Nacional", comentou. 

 

Programação:

 

Sexta-feira (16)

19h30 - UnC/Concórdia (SC) x Pinheiros (SP) - SporTV e Bandsports

21h30 - São Bernardo/Metodista (SP) x Abluhand/FURB/FMD Blumenau (SC) - SporTV e Bandsports

 

Sábado (17) 

11h - UnC/Concórdia (SC) x Pinheiros (SP) - SporTV e Bandsports

13h - São Bernardo/Metodista (SP) x Abluhand/FURB/FMD Blumenau (SC) - SporTV, Bandsports e Band

 

Domingo (18)

9h30 - Disputa do bronze 

13h - Disputa do ouro - SporTV, Bandsports e Band

 

Fase final da Liga Nacional Feminina de Handebol 

Dias: 16, 17 e 18 de dezembro 

Local: Ginásio Poliesportivo Adib Moysés Dib, na Avenida Kennedy, 1155, em São Bernardo do Campo (SP)

Entrada gratuita

 

Fonte: Cinara Piccolo/Photo&Grafia

Fotos: facebook.com/abluhand/ e Cinara Piccolo/Photo&Grafia

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!