André Sá derruba irmãos Murray, dupla 2ª favorita nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro
08/08/2016 13:36 em Tenis

 

 

 

Recordista brasileiro em Olimpíada fez grande partida ao lado de Thomaz Bellucci na noite deste domingo

 

André Sá (Phoods/Ferraz & Cicarelli Advogados/Correios/Asics), número três do Brasil, e Thomaz Bellucci emplacaram uma grande vitória no fim da noite deste domingo e se classificaram às oitavas de final de duplas nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, no Centro Olímpico de Tênis, na Barra da Tijuca.

 

O mineiro radicado em Blumenau (SC) desde 2003 e o paulista superaram a dupla dos irmãos Andy e Jamie Murray por 7/6 (8/6) 7/6 (16/14) após mais de duas horas de partida, salvando cinco set-points na segunda etapa com muita emoção ao concluírem no sétimo match-point o duelo.

 

Andy é o número dois do mundo em simples e Jamie esteve como número 1 nas duplas há poucas semanas. A dupla britânica era a segunda favorita ao título do torneio.

 

"Principalmente aqui, desde 2012 venho pensando e imaginando jogar uma Olimpíada em casa. Nunca senti uma emoção tão forte. Joguei Copa Davis por 12 anos e nunca vi um ambiente como o de hoje aqui e isso fez a diferença. Jogamos super bem e pegamos as chances. Cada vitória é importante, mas esse é o evento mais importante na minha vida, hoje foi incrível, não deu pra ser mais incrível, match-point, chance deles, vai e vem. Estamos com moral, agora é baixar os nervos porque amanhã tem mais. Fognini é campeão de Grand Slam, é usar a torcida de novo, mas é um novo dia, partida diferente", disse André que enfrenta nesta segunda-feira os italianos Fabio Fognini e Andreas Seppi buscando vaga nas quartas de final.

 

André, terceiro melhor do país no ranking de duplas, é o recordista brasileiro de participações no tênis olímpico. Esteve em 2004 ao lado de Flávio Saretta, em 2008 com Marcelo Melo e jogou com Bellucci em Londres 2012.

 

SOBRE ANDRÉ SÁ

Sá já foi 17º do mundo nas duplas e fez semifinal em Wimbledon em 2007 com Marcelo Melo. Possui dez títulos de ATP na categoria em 28 finais. Em simples ele já esteve perto do top 50 com quartas no Aberto da Inglaterra, em 2002.

Muito atuante nos bastidores, Sá foi membro do Conselho Geral dos Jogadores da ATP que discute e vota sobre mudanças e atualizações para o circuito mundial de tênis.

 

 

Créditos: Cristiano Andujar/CBT (foto) e Fabricio Gallas (texto).

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!